lucy

lucy

Scarlett Johansson está atravessando a melhor fase de sua carreira. Uma década após o estouro de Encontros e Desencontros e Moça com Brinco de Pérola, a atriz parece estar finalmente calando a boca dos críticos mais duros. Em Como Não Perder Essa Mulher, Johansson mostrou ser uma comediante de primeira; em Ela, a atriz chegou a ganhar prêmios apenas por sua voz, sem jamais aparecer na tela. À parte o sucesso dos filmes de super-herói em que interpreta a Viúva Negra, a única coisa que …

leia mais →

truffade

truffade

Um dos pratos típicos do Aveyron é a truffade. Esse nome se origina de como as pessoas da região chamavam a batata muito antigamente: trufle. É um prato bem simples de fazer com base em queijo, batatas e cebola. Pode ser servido como um prato único ou como acompanhamento de alguma carne.

2 kg de batata

300 g de queijo gruyère (lá eles usam o tomme, mas nunca vi pra comprar por aqui)

2 cebolas médias

2 colheres (sopa) de manteiga

sal

pimenta do reino

salsinha picadinha a gosto

Descasque as batatas e …

leia mais →

wanderlust #1 – lot e aveyron – a comida

wanderlust #1 – lot e aveyron – a comida

Um dos eventos mais esperados por mim enquanto em Paris é o anual Marché Flottant du Sud-Ouest (mercado flutuante do sudoeste). Ele sempre acontece no último final de semana do verão – em 2014 será nos dias 19, 20 e 21 de setembro – em barcos e tendas na beirada do Sena, mais ou menos na altura da Notre Dame. Os produtos são incríveis, a comida é incrível, mas infelizmente só acontece uma vez por ano.

É por isso mesmo que adorei poder ver tudo aquilo …

leia mais →

wanderlust #1 – lot e aveyron – o lugar

wanderlust #1 – lot e aveyron – o lugar

Wanderlust é aquele desejo forte e inato de andar e viajar por aí. Conheço muitas pessoas que se sentem assim. Acho que a gente sempre começa as viagens dentro da gente mesmo. Sinto um brilhar nos olhos, uma inquietação grande em conhecer coisas que nunca vi ou mesmo ver pequenas novas coisas em caminhos que já passei diversas vezes.

Meu primeiro destino a contar por aqui foi o destino do coração: Ano passado fui conhecer a terra onde meu amorinho nasceu e cresceu, onde moram meus …

leia mais →

retratos de uma obsessão

retratos de uma obsessão

Não consigo lembrar da última vez em que chorei quando uma celebridade morreu. Mas não resisti quando fiquei sabendo da morte de Robin Williams. Não apenas por causa do fato em si, mas porque o modo como ele morreu – suicídio – não condizia em nada com a imagem que ele passava para nós, o público. Ele se matou? Como assim, o mesmo Robin Williams que deixava pessoas felizes há três décadas?

Claro que as coisas não são simples assim. Robin não foi o primeiro comediante, …

leia mais →