bolo de limão siciliano sem glúten e sem lactose

abril 23, 2014

Foi com algumas poucas tentativas que cheguei nessa receita. É meio complicado substituir a farinha de trigo em bolos, pois é justamente o glúten que dá a textura e maciez de um bolo ou pão. Misturando farinha de arroz e amido de milho cheguei num resultado de um bolo bem fofinho e saboroso, embora eu ainda sinta falta da manteiga (que substituí aqui por óleo de canola). A cobertura dá um toque a mais ao bolo, deixando-o bem gostoso!

bolo_limao_semgluten_01

massa:

80 g (2/3 de xícara) de farinha de arroz

100 g (2/3 de xícara) de amido de milho

1 colher (chá) de fermento em pó

140 g (1 xícara menos 2 colheres de sopa) de açúcar

50 ml (1/4 de xícara) de óleo de canola

3 ovos

1 limão siciliano

80 ml (1/3 xícara) de leite de soja

cobertura:

suco de 1 limão siciliano

100 g (2/3 de xícara) de açúcar

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte (com óleo) e enfarinhe (com farinha de arroz) uma forma redonda com furo central (usei uma de 22 cm de diâmetro). Peneire a farinha de arroz, o amido de milho e o fermento numa tigela. Reserve. Na batedeira, bata os ovos com o açúcar por cerca de 10 minutos, a mistura vai crescer. Acrescente raspas de toda a casca do limão (cuidado para não ralar a parte branca, só a amarela, heim?). Acrescente o suco do limão. Coloque em velocidade baixa. Bata mais um pouco e vá acrescentando o óleo e juntando aos poucos o leite e os ingredientes secos previamente peneirados. Raspe as laterais da tigela vez ou outra para certificar que tudo fique bem homogêneo na massa. Transfira para a forma já untada. Asse por cerca de 30 a 40 minutos, faça o teste de enfiar um palito para ver se por dentro a massa está cozida. É uma massa um pouco mais mole, mas ela cozinha bem, mesmo que não cresça muito. Desenforme quando esfriar. Para o caramelo da cobertura basta colocar em uma panelinha o açúcar com o suco do limão. Misture e leve para ferver em fogo médio. Assim que acender a chama, não mexa mais para não cristalizar o caramelo. Quando ficar bem dourado desligue e cubra imediatamente o bolo. Ele vai endurecer um pouco ainda quando escorre. Fica bonito e gostoso, mesmo que um pouco difícil de cortar.

bolo_limao_semgluten_02

rendimento 1 bolo de cerca de 12 pedaços

tempo de preparo 30 min + 40 min para assar

dificuldade baixa

imagem_ouvindo

Fotos: Fabrice Reveilhac

 

sentimento de culpa

abril 20, 2014

imagem_cinema

Volta e meia as traduções brasileiras para filmes estrangeiros dão um show de falta de noção. Exemplos não faltam: tem desde obras clássicas, como Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (que no original é simplesmente Annie Hall), passando por traduções sem noção, como O Massacre da Serra Elétrica (nenhuma serra elétrica é usada no filme!), até filmes recentes, como o inacreditável Teenagers – As Apimentadas (que se chama Bring it On!). Mas o oposto também acontece, principalmente com filmes mais antigos: algumas das minhas traduções favoritas são Meu Ódio será tua Herança (mais forte que o original, The Wild Bunch) e Esse Mundo é um Hospício, mais divertido que o original Arsenic and Old Lace.

E em alguns raros casos a tradução brasileira consegue resumir um filme de modo preciso. Sentimento de Culpa (no original, Please Give) é um desses casos. O filme lida com vários temas, mas o principal é mesmo a culpa. Em vários níveis: Kate e Alex são um casal que revende mobília de pessoas recém-falecidas. Alex não vê problema algum com isso, mas Kate não consegue ficar tranquila. Uma das formas de expiar a culpa que sente é sempre dando dinheiro para pedintes. Ou talvez não seja uma forma de redimir-se de culpa; talvez Kate simplesmente seja generosa. O fato é que todos os personagens de Sentimento de Culpa são complicados, a maioria deles com várias características negativas, mas são todos interessantes.

pleasegive

Uma das vizinhas de Kate e Alex é uma senhora idosa com (provável) pouco tempo de vida. O casal, que planeja comprar o apartamento da senhora, acaba conhecendo as duas netas da idosa, Rebecca e Mary. Rebecca é tímida e a “boazinha” das irmãs, mas não vê com bons olhos essa aproximação do casal ao lado. Mary não vê problema algum com isso, mas ao mesmo tempo é grossa e fútil. A velha senhora, por sua vez, também é mostrada de modo tão humano que é um alívio: ela é chata, rabugenta e teimosa, mas é destruidor ver os momentos em que ela é tratada por Mary como alguém que já devia estar no cemitério.

Sentimento de Culpa me fez refletir como poucos filmes recentes. Kate, que talvez seja a personagem mais simpática da história, quer sempre ajudar o próximo, mas não sabe lidar com a filha. Os momentos em que ela dá dinheiro para pedintes são fenomenais: ela não joga umas moedas e continua andando; ela dá o dinheiro praticamente pedindo desculpas por ter mais posses. Geralmente somos educados para não dar dinheiro a pedintes, não é? Às vezes, quando passo direto por alguém pedindo esmola, eu me odeio por isso. Pode ser arrasadora a sensação de conscientemente ignorar alguém que está pedindo algo. Não sei se a solução é sair dando dinheiro, como Kate faz. Mas Sentimento de Culpa me deixou atordoado por me fazer refletir sobre isso. Como se não bastasse, o elenco – principalmente as mulheres, como Catherine Keener e Rebecca Hall – é fantástico. Vale a pena descobrir essa pérola escondida.

Sentimento de Culpa (Please Give), um filme de Nicole Holofcener.

90 minutos / EUA / 2010

páscoa!

abril 16, 2014

Nunca fui de comemorar a páscoa, minha família não comemora nada que tenha cunho religioso. Mesmo assim, algo que sempre amei nessa época foi comer ovos de páscoa. Eu sei, a gente reclama que os preços são abusivos (e são) quando a gente compara com o preço dos mesmos chocolates em barra, mas nada se compara pra mim ao barulhinho do papel desembrulhando o ovo, vê-lo ali exuberante, dar uma mordidinha na pontinha e vê-la quebrar na minha boca, descobrir quais bombons vem dentro… Pra mim é uma experiência única! Não que eu compre muitos, mas gosto de escolher algum toda páscoa, não pelo significado, mas porque gosto de comê-lo! #teambaleinha

Sei que muita gente gosta de fazer bacalhau nesses dias, ou mesmo receitas com chocolate, por isso deixo aqui algumas sugestões:

bacalhau_azeite_02

bacalhau ao azeite saborizado é uma das receitas mais famosa do blog. Eu adoro, é saborosa, prática e é dessas que eu repito sempre em casa, sabe como? O bolinho de bacalhau é super tradicional aqui também. Aprendi essa receita lá na terrinha da minha família, Porto, em Portugal. Pra quem tá passando calor, a salada de bacalhau com lentilhas é incrível!

torta_caramelo_caju_01

Já pra parte do chocolate, o bolo gordo já é tradição e é também uma receita muito conhecida do blog. Pra quem quer uma receita fácil, o bolo da Carole lembra um ‘petit gâteau’ grande. É um bolo que ela mesmo inventou por não poder comer glúten. Finalizando, uma receita que passamos n’O Chef e a Chata, a torta de oreo, chocolate e caramelo de castanha de caju que todo mundo que faz tem amado! Boa páscoa a todos!

tournedos de filé com gratinado de batatas e cebolas ao vinho

abril 14, 2014

tournedos_01

Quando terminei de assistir esse último episódio da temporada, fiquei rindo aqui sozinho, lembrando de quando gravamos, de todo o processo que foi fazer e colocar no ar esse projeto… E é em grande estilo que a gente encerra! A ideia desde o princípio era ensinar dicas de cozinha a começar por pratos mais simples até a alguns mais elaborados. O prato de hoje é aquele que ao servir impressiona todo mundo, mas, como dá pra ver no video, não é difícil de fazer.

Aproveitei pra mostrar também como limpar e cortar uma peça de filé mignon (essa já veio semi limpa sem o cordão) e fiz dois acompanhamentos incríveis, que você pode fazer como guarnição para outras carnes também: mini cebolas caramelizadas no vinho e um gratinado de batatas delicioso.

Gratinado de batatas

600 g de batata

50 g (4 colheres de sopa) de manteiga

1 dente de alho grande

150 ml (1/2 xícara + 1 colher de sopa) de leite

200 ml (3/4 de xícara) de creme de leite fresco

100 g (1 xícara) de queijo gruyère ou parmesão ralado

sal, pimenta do reino e noz moscada a gosto

Junte o leite, o dente de alho somente descascado, sal, pimenta do reino e noz moscada em uma panela. Leve para ferver. Atenção pra não deixar o leite subir e derramar assim que ferver! Desligue assim que levantar fervura.

Num refratário unte com a manteiga. Não precisa usar todo os 50g, reserve a manteiga que sobrar, mas deixe o fundo bem amanteigado para que a batata não agarre ao ir ao forno. Descasque as batatas e fatie em finas lâminas. Vá montando no refratário camadas dessa batata em lâminas, como se fossem escamas de um peixe. De preferência não faça muitas camadas, use um refratário maior e faça no máximo dois dedos de altura do refratário em camadas. Despeje todo o leite em cima das batatas, retirando o dente de alho. Coloque também pelotinhas da manteiga por cima. Cubra com papel alumínio e leve ao forno quente (220ºC) por 30 minutos.

Aqueça o creme de leite numa panela, e assim que descobrir as batatas do forno, regue com ele. Cubra com uma camada de queijo ralado e volte ao forno por cerca de 30 minutos. Até que esteja uma camada bem dourada por cima!

tournedos_02

Mini cebolas

16 mini cebolas

200 ml (3/4 xícara) de vinho tinto seco

120 ml (1/2 xícara) de água

50 g (5 colheres de sopa) de açúcar

2 colheres (sopa) de manteiga

Descasque as mini cebolas e refogue-as na manteiga. Assim que começar a dourar jogue o açúcar. Quando ele começar a caramelar, adicione o vinho e a água. Deixe cozinhando em fogo baixo até que as cebolas fiquem macias e o vinho esteja bem reduzido.

Tournedos

Tournedos de filé mignon (no vídeo ensinamos como retirá-los a partir de 1 peça inteira de filé mignon)

Óleo, manteiga ou azeite (cerca de 2 colheres de sopa)

sal

pimenta do reino

Aqueça o óleo em uma frigideira. Quando estiver quente, sele os tournedos. Vire para o outro lado e tempere com sal e pimenta. Vire de lado de novo e tempere também. Retire da frigideira e reserve.

tournedos_03

rendimento 4 porções

tempo de preparo cerca de 1 hora e meia

dificuldade média

imagem_ouvindo