vocês não terão o meu ódio

vocês não terão o meu ódio

Algumas vezes sinto vontade de compartilhar alguma coisa, um texto, uma entrevista, um pensamento. Algo que não é meu. Mas dessas coisas que me fazem enxergar muita coisa boa e muita gente boa no mundo. Pra isso resolvi abrir um espacinho aqui no blog, a seção que intitulei “ser”. Nesse último fim de semana me deparei no facebook com um texto em francês, de Antoine Leiris, um homem que perdeu sua esposa no ataque ao Bataclan. O original está aqui. A versão abaixo foi livremente traduzida por mim:

“Vocês não terão o meu ódio

Na noite de sexta-feira vocês acabaram com a vida de um ser excepcional, o amor da minha vida, a mãe do meu filho, mas vocês não terão o meu ódio. Eu não sei quem são e não quero saber, são almas mortas. Se esse Deus pelo qual vocês matam cegamente nos fez à sua imagem, cada bala no corpo da minha mulher terá sido uma ferida em seus corações.

Por isso eu não lhes darei o presente de lhes odiar. Vocês procuraram-no mas responder ao ódio com a raiva seria ceder à mesma ignorância que lhes fez ser quem são. Querem que eu tenha medo, que olhe para os meus concidadãos com um olhar desconfiado, que eu sacrifique a minha liberdade pela segurança. Perderam. Vamos continuar a lutar.

Eu a vi esta manhã. Finalmente, depois de noites e dias de espera. Ela ainda estava tão bela como quando partiu na noite de sexta-feira, tão bela como quando me apaixonei perdidamente por ela há mais de doze anos. Claro que estou devastado pela dor, concedo-lhes esta pequena vitória, mas será de curta duração. Eu sei que ela nos vai acompanhar a cada dia e que nos vamos reencontrar no paraíso das almas livres ao qual nunca terão acesso.

Nós somos dois, eu e o meu filho, mas somos mais fortes do que todos os exércitos do mundo. Não tenho mais tempo a lhes dar, tenho de ir ver o Melvil que acorda de um cochilo. Ele só tem 17 meses, vai lanchar como todos os dias, depois vamos brincar como fazemos todos os dias e durante toda a sua vida este rapaz lhes afrontará sendo feliz e livre. Porque não, vocês também não terão o seu ódio.”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
  • Katia Jeremias Monticelli diz:

    Nossa!!! Olhos cheios d’água!! Obrigada por compartilhar esse depoimento que, apesar de triste, deixa a mensagem de amor e paz que o mundo tanto precisa!!
    Seu blog é sensacional, fotos e textos feitos com esmero e carinho!! Parabéns!

    abraços e obrigada pelo presente que é o seu blogue!

    • gpoulain gpoulain diz:

      o depoimento é maravilhoso, né?
      que bom que gosta assim do blog! tento fazer da melhor forma que consigo.
      um abraço!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>