risoto de camarões com cúrcuma

risoto de camarões com cúrcuma

Primeiramente quero agradecer a todos os comentários, e-mails e mensagens carinhosas que recebi após a última carta. Com o tempo ainda quero responder todo mundo, mas me fez um bem danado receber tanto carinho! :)

Semana passada uma amiga querida que mora em Berlim veio passar uns dias em Paris. É a Carole, daquele bolo de chocolate que já tanto fez sucesso entre os leitores do blog. Já faz um ano que ela mora lá e fazia um pouquinho mais de tempo do que isso desde a última vez que eu a vi. Como ela não pode com glúten e lactose – a coisa com ela é séria, ela fica com a pele toda cheia de pelotinhas vermelhas quando consome – fiz um almoço todo pensado pra isso. Como prato principal um risoto, que por conter frutos do mar não deve ir queijo nem manteiga, e acabou sendo um almoço delicioso:

risoto_camarao_03

400g de arroz arbóreo

100ml de vinho branco seco

1 cebola grande

1 colher (sopa) de cúrcuma

150g de abóbora japonesa

600g de camarões

cerca de 2l de caldo de legumes ou de camarão

azeite

sal

pimenta do reino

Vou começar com uma dica que adoro quando faço risoto com camarões: procuro comprá-los inteiros, sem estar limpos. Explico: assim consigo fazer um caldo de camarão incrível pra usar no risoto. Eu limpo os camarões um a um, retirando a cabeça, patinhas e casca. Tudo isso que eu retiro coloco numa panela, jogo um pouquinho de vinho branco e dou uma refogada rápida. Depois junto água, uma cebola picada em quatro, folhas de alho poró (sabe a parte que a gente normalmente joga fora?), uns grãozinhos de pimenta do reino e deixo cozinhar em fogo baixo por 30 minutos. depois só coar. Fica uma delícia.

risoto_camarao_02

risoto_camarao_04

Cozinhe a abóbora diretamente no caldo. Eu retiro a casca, pico grosseiramente e coloco-a direto no caldo quente. Amasse-a, para que ela faça parte do caldo, deixando-o alaranjado. Pique a cebola em cubinhos e refogue-a em azeite numa panela grande. Junte o arroz e refogue rapidamente. Coloque o vinho e mexa até que saia o cheiro forte de álcool. Junte uma quantidade boa do caldo ali, até cobrir todo o arroz. Coloque a cúrcuma, um pouco de sal e pimenta do reino e misture. Mexa vez ou outra para não agarrar no fundo. Vá adicionando concha por concha para continuar com o cozimento do risoto.

Numa frigideira esquente um bom fio de azeite. Coloque os camarões e doure-os dos dois lados. É rápido, cerca de uns 5 a 7 minutos. Tempere com sal e pimenta do reino. Reserve-os. Vá provando o risoto. Quando o arroz estiver al dente, Retire do fogo, prove o tempero e se precisar coloque mais sal e pimenta. Sirva a seguir, com os camarões por cima. No risoto de frutos do mar não é necessário colocar manteiga nem queijo, os italianos consideram uma heresia quem faz isso!

risoto_camarao_05

ouvindo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
  • diz:

    Babando! rsrsrs
    Várias dias legais na receita hein.. desconhecia essa da manteiga proibida! rsrs
    Adorei Gui!
    Bjs

  • karina Paranhos diz:

    Amei a receita! Vou tentar fazer!
    Nossa, muitos chefs estão usando essa Cúrcuma. É a mesma coisa que açafrão ou diferente?
    sucesso e aguardamos novas receitas!

    • gpoulain gpoulain diz:

      Karina, a cúrcuma é conhecida também como falso açafrão, costuma ser aquela açafrão simples que a gente compra, sem ser os pistilos da flor, sabe? um abraço!

  • Sandra Rodrigues diz:

    Que delícia ter uma receita dessas agora.
    Parabéns. Felicidades.
    Sandra

  • Rosa diz:

    Eu fiz o bolo da Carole.. e o senhor me deixou com o braço doendo de tanto bater (é q minha batedeira não tem a base) rs..
    masss é mto bom.
    e vou tentar esse risoto, apesar de não gostar de camarão… me parece uma delícia.
    beijo Gui.

  • Angélica diz:

    Ola! Conheci seu blog esse fds e não paro de pensar ‘que delicia de espaço!’. Parabéns! Vi umas receitas que levam abobora (eu sou louca em aboboras!!) e queria te pedir uma dica… como fazer um bom purê de aboboras? Nao consigo deixar meu purê com consistência de purê. Ja tentei cozinhando à vapor, misturando um pouco de batata… mas nunca fiquei 100% satisfeita do resultado. Acho que o problema talvez seja a qualidade da abobora que uso… vc tem alguma dica? Muuuiito obrigada! Angélica

    • gpoulain gpoulain diz:

      ô! fico feliz! olha, eu amo abóbora, mas é normal que fique numa consistência mais mole mesmo, tanto que é que pra fazer nhoque geralmente a gente precisa da ajuda de um saco de confeitar de tão molinho que é. o que eu ia sugerir você mesma disse: cozinhar no vapor ou misturar com um pouco de batata. desculpa não saber ajudar mais! mas sempre que comi purê de abóbora em restaurantes eles eram quase um creminho mesmo. mas experimente usar uma abóbora diferente também. aí vai do seu gosto! um beijo!

  • Agnes diz:

    Gui, essa receita fez um sucesso!!! 😀

Responder a Sandra Rodrigues Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>