goulash

goulash

Na época em que estudei gastronomia em Buenos Aires, um dos meus professores me ensinou uma receita especial pra ele: goulash, um prato típico da Hungria. Provei, gostei bastante e de cara já sabia pra quem iria cozinhá-lo: meu pai. Quando voltei ao Brasil, em 2010, da primeira vez que fui cozinhar para os meus pais quis fazer esse prato. Desde então esse se tornou um dos pratos preferidos do meu pai e toda época em que está frio ele me pede pra fazer. Quis agradecê-lo por ter me levado a São Paulo de carro pra que eu pudesse carregar o peso de muitos livros, e fiz ontem de jantar pra ele, mostrando o passo a passo no snapchat (guipoulain).

goulash_02

1 kg de músculo picado
1 pimentão amarelo
1 pimentão vermelho
2 maçãs descascadas e raladas
2 colheres (chá) de páprica picante
2 colheres (chá) de páprica doce
2 litros de caldo de carne ou legumes
sal
50 ml (1/4 de xícara) de vodca
120 ml (1/2 xícara) de vinho tinto
3 cebolas picadas
6 colheres (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de farinha de trigo
120 ml (1/2 xícara) de creme de leite

Retire a parte verde e as sementes dos pimentões com a ajuda de uma faca. Coloque-os em uma assadeira e leve para assar em forno a 200ºC por cerca de 40 minutos. Tempere a carne com sal e as pápricas. Polvilhe a farinha de trigo sobre tudo e misture bem. Numa panela grande, derreta a manteiga. Coloque a carne ali e refogue bem para dourar. Retire a carne e coloque as cebolas picadas ali. Deixe cozinhar um pouco, elas vão soltar bastante líquido antes de começar a dourar. Junte as maçãs e volte com a carne para a panela. Cozinhe até que tudo fique mais seco. Nesse momento, é hora de flambar: coloque a vodca numa concha e leve-a a uma das bocas do fogão. Assim que a vodca pegar fogo, jogue sobre a panela da carne e deixe flambar. Misture bem e adicione o vinho. Assim que ele evaporar um pouco, coloque o caldo de carne ou legumes e deixe cozinhar com a panela semi-tampada, mexendo de vez em quando (costuma agarrar um pouco no fundo da panela). Deixe a carne cozinhando e, se precisar, coloque mais água até que ela fique bem cozida. Quando os pimentões estiverem mais murchos e com a pele meio tostada, retire do forno e deixe esfriar um pouco. Retire a pele deles usando as mãos e bata no liquidificador com o caldinho que estiver na assadeira e um pouco de água ou caldo. Reserve. Assim que a carne estiver cozida e muito da água tiver secado, formando um molho, junte o molho dos pimentões e o creme de leite, misturando e provando o tempero. Se precisar adicione mais sal. Sirva a seguir, bem quente. Pra acompanhar usei um papardelle cozido e passado na manteiga, mas pode servir com batatas cozidas ou outros legumes cozidos.

goulash_03

pra_cozinhar_ouvindo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
  • Ana Carolina Mattos diz:

    Gui, estou com vontade de fazer essa receita desde de ué vi o passo a passo no snapchat. Muita vontade mesmo! Tanto que já comprei tudo para fazer este sábado.
    Agora mudando de assunto, Gui você viu o concurso do Spoleto para escolher o novo artista da coleção de pratos deste ano? Quando vi lembrei na hora de você! Apesar de não ser fã do sistema de preparo das massas no Spoleto, se comendo uma refeição lá eu levasse pra casa um prato com uma arte sua eu iria amar. Seria a primeira da fila aqui na minha cidade com certeza.
    Amo as suas receitas ilustradas e iria achar o máximo ver sua arte em vários lugares e ver a reação das pessoas ao ver com delicado e preciosos o seu trabalho é.
    Se for do seu interesse, o link do concurso é este: http://www.spoletopratos2016.com.br

    • gpoulain gpoulain diz:

      ei Ana! depois me conta como ficou! <3
      sobre isso do Spoleto eu vi sim! será que participo? vou pensar direitinho! um abraço!

  • Priscila Pacher diz:

    Gui, vi a receita no snapchat e fiquei com muita vontade de fazer. Fiz hoje com spatzle de acompanhamento e ficou uma delícia. Obrigada por compartilhar e parabéns pelo teu trabalho :)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>