404 Not Found. Maybe one of these articles may be of interest?


carta amarela #43 – laranja, azul, amarelo

Paris, 3 de dezembro de 2012

Queridos amigos,

Acordei a tempo de ver o sol sair por entre a cidade. Nessa época a noite vai tarde. E volta cedo. Precisei vestir duas meias. Gorro. Camisa. Suéter. Casaco. Cachecol.

Atravessei a cidade fria. Precisava andar, pensar no futuro. Bater o frio no rosto, mesmo. O sol, o céu sem nuvens.

Algumas vezes a vida pede mudança. Uma transição. Como as estações do ano. Atravessei o Jardin des Tuileries. Cat Power gritou em meu ouvido: “Cabe a você ser um super …

leia mais →

carta amarela #79 – tão longe tão perto

Belo Horizonte, 9 de abril de 2014

Queridos amigos,

Não me esqueço quando, há pouco mais de um ano e meio, ele me perguntou: como digo amour em português? Amor, eu disse. E como dizer, de forma fofa, quando algo é petit? É só colocar um ‘inho’ ou ‘inha’ no fim da palavra, dependendo se é uma palavra no masculino ou feminino. Desde então, ganhei o apelido de amorinho. E nunca quis explicar que na nossa difícil língua portuguesa ainda entrava um “z” ali no meio.

Dessa vez …

leia mais →